A Neurociência da Compaixão Tania Singer

“Apenas repetir e viver a vida não nos torna mais compassivos. Meditar com foco na respiração também não. As práticas de compaixão, sim, nos tornam mais compassivos.”

Neste vídeo, a psicóloga alemã Tania Singer (diretora do departamento de neurociência social no Instituto Max Planck) apresenta o ReSource project, um estudo de larga escala sobre diversos tipos de meditação que envolveu quase 300 participantes, todos sem experiências anteriores.

Como ela informa, os resultados indicam que estes “treinos mentais” não só são capazes de mudar as redes cerebrais subjacentes a funções como atenção, compaixão e como regulamos nossas emoções, mas também melhorar a saúde e o bem-estar subjetivo e reduzir o estresse.

Ela ainda apresenta os resultados específicos do treino em compaixão, que sugerem que tal treinamento pode muar preferências egoístas para mais altruístas e pro-sociais. Confira abaixo:

Comentarios:

comments